O ENCONTRO


Anjos do Picadeiro – o maior encontro internacional de palhaços produzido desde 1996 pelo Grupo Carioca Teatro de Anônimo, em iniciativa independente para comemorar seus dez anos de atividade. O encontro nasceu da necessidade de aprofundar a investigação sobre a arte de fazer rir, em especial a arte do palhaço, e de criar uma rede de intercâmbioe troca entre os sujeitos protagonistas do fazer circense, independente de escola ou tradição, transformando-se, ao longo dos anos, em um espaço de intercâmbio, reciclagem e qualificação profissional.
O Anjos do Picadeiro hoje em dia simboliza uma grande rede de intercambio, ultrapassando os dias do encontro. Gera desdobramentos no decorrer do ano, encontros entre mestres e jovens artistas, parcerias, oportunidadesde trabalho; fóruns de discussões; publicações e por aí em diante. É um espaço democrático para a troca de idéias e construção coletiva, informações, reflexões e confrontações, além
de representar também um lugarde formação e qualificação profissional.

“Falar em rede é falar das inúmeras parcerias construídas ao longo dos anos de existência do encontro.”

João Carlos Artigos

Objetivos

Realizar mostras de espetáculos, debates, palestras, aulas-espetáculo, demonstração de trabalhos, mostra de vídeos, exposições e entrevistas;
- Oferecer oficinas de circo e comicidade para profissionais, grupos de comunidades e público em geral;
- Promover o intercâmbio entre profissionais da área, estudantes e iniciantes como forma de fortalecer as bases de produção, criação e reflexão do fazer artístico no universo cômico e circense;
- Proporcionar à cidade e o estado uma intensa programação cultural de circo e teatro com acesso facilitado, promovendo uma integração com o espaço público e com os equipamentos culturais disponíveis;
- Reafirmar o Rio de Janeiro como pólo irradiador de arte e cultura;
- Abrir espaço para a classe artística apresentar seus trabalhos;
- Divulgar a arte do palhaço e a arte circense;
- Estender a programação do encontro para comunidades de baixa renda do estado do Rio de Janeiro, de forma a atingir pessoas excluídas das opções de cultura e lazer proporcionadas pelo mercado, promovendo inclusão cultural;
- Promover uma circulação de espetáculos, processos artísticos, pensamentos por cidades do estado. Promover o aperfeiçoamento técnico de artistas;
Ampliar o campo de trabalho para artistas e técnicos que se dedicam a esta área.