quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Tortell Poltrona

            Após toda a discussão em torno da imagem do palhaço como herói, guru, ator, performer, clown ou Bozo, nos deparamos com uma figura extremamente carismática e com uma história encantadora.
Jaume Mateu i Bullich, catalão, criador do projeto Palhaços Sem Fronteiras, surge como uma figura heroica. Tortell Poltrona, como é conhecido, se mostra heroico não apenas através da figura do palhaço, claro que não podemos excluir a figura clownesca (sic), esta também faz parte da composição histórica e da personalidade de Tortell. Contudo, o que me chama a atenção é o todo, tudo que está reunido neste e em torno deste homem.
O espírito de inconformidade gerado pelo período de ditadura franquista não matou a criança dentro dele, tornou-a mais evidente. Localizamos nele uma figura ao mesmo tempo transgressora e sensível, com fortes convicções individuais e coletivas, pois há uma requisição. Isso não o impediu de estar nos trazendo sua presença.
A corda é bamba. Pensando que os tempos se modificam, é importante sempre permitir a renovação de olhar do mundo, isso serve não só para o ator ou o palhaço ou outro tipo de artista, mas para todo e qualquer humano. Não se trata só de uma não-acomodação, mas de sobreviver a eterna mudança do mundo. Ou não?

Julio Castro - integrante do observatório do Anjos do Picadeiro 11

Nenhum comentário: