sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Impressões do dia 12 de dezembro de 2007

Esperamos o ônibus e fomos à periferia de Salvador. Realmente a Plataforma é um lugar especial! Mas que visual!!! A Bahia é linda!
Ver um centro de cultura de ali na praça foi muito instigante! Mas será que a população local freqüenta aquele centro? Bom... isso eu não posso dizer, realmente não sei! Não sei quais ações culturais são desenvolvidas por ali, mas tudo bem, estávamos ali! E só por ser ali, já me senti em pleno movimento da descentralização da cultura! Fomos à periferia: isso é muito bom!
Fomos assistir La Scarpeta. O público da peça, assim como o do Faixa de Gaza, foi difícil. Mas ao contrário do Faixa de Gaza, onde me parecia ter muitos estudantes e praticantes do mundo das artes, em Plataforma eu via os verdadeiros artistas da vida, digo, o povo de verdade, (Se é que existe um povo de verdade) no bom sentido claro! Mas sim, os que precisam fazer alguma arte pra viver, se é que vocês me entendem!!! Senti que para aquele público tudo era novo, principalmente estar num teatro!
Estranhei muito a comunicação numa voz em off que surgia no teatro, não sei quem falou, porém, suas recomendações foram um pouco incisivas, tipo: não pode ficar em pé de jeito nenhum! Esse menino é muito grande pra ficar no seu colo e tal... me senti acuado. Olhei para mim mesmo e tentava ver se eu estava de acordo com as normas do teatro para assistir a peça! Rsrsrsr. Havia muitas crianças, e muito inquietas, o que é muito normal. Tudo era novo, estar ali era novo! E ver um palhaço num teatro ao lado de casa, mais novo ainda! O que de fato é muito bom! Nós vamos invadir sua praia!
Confusões à parte, começa a peça...Posso dizer: o palhaço é bom!!! É engraçado, as gags são boas... mas o espetáculo foi difícil, o público não se deixou segurar! Às vezes o dia não tá bom! Acho que por ser em Plataforma: esse espetáculo deveria ser na rua! Sim! Na rua! À vontade, aí iria acontecer. Claro!!! Palhaço em Plataforma? Claro, tinha que ser na rua!
Dentro do teatro o palhaço foi muito prejudicado pela luz e pelo som! Não houve sincronicidade entre esses elementos tão importantes, e a partir daí tudo foi ficando muito longo... Mas o número dos pratos e o grand finale foram muito legais!
Sinto que ali em Plataforma devem ocorrer mais incentivos na área artística, ou melhor, aquela galera está ali doida para interagir. É uma questão vital. Uma necessidade! Era só ouvir as crianças, elas estavam dentro demais do espetáculo, elas vivenciaram e aproveitaram muito! Então, vamos botar esse povo pra ser artista! A arte é nossa! É de todos!!! Vamos girar a roda!
Saindo de Plataforma fomos direto ao Pelourinho!!! Teatro do Sesc! O sapato do meu tio! Que coisa!!! Ali tudo funcionou! Trilha original e luz perfeita! Nada como vivenciar um espetáculo com uma trilha original!!! O público muuuito mais tranqüilo! Na verdade era outro público, e ali o espetáculo aconteceu! Mexeu muito comigo e me emocionei bastante! Muito lindo, sincero e simples, e ao contrário do La Scarpeta, onde senti a ausência de uma narrativa (não que precise ter uma!), O sapato do meu tio esbanja na arte de contar uma história. E que história linda! Genial!!! Um verdadeiro conto! Um brinde ao teatro baiano e ao mundo dos palhaços!!! Tudo sem texto e claro como dia de sol! Num mesmo conto um mega drama e uma excelente comédia. O palhaço Biancorino, ou melhor Alexandre, esbanjou talento. É um espetáculo para fazer escola!
Do Sesc para uma pizza e da pizza para Dona Zefinha!!! Eita!!! Gostei!!! Banda de personalidade e é assim que tem que ser. Fusão de instrumentos e ritmos! A banda traz em sua bagagem raízes e influências clássicas nordestinas, mescladas com a contemporaneidade da velocidade de informações globalizadas, e soube transmitir tudo de forma tranqüila espontânea clara e honesta!!! Gostei bastante! E o público ajudou bastante também!!! Adorei quando retiraram as cadeiras! Era isso que estava faltando, só faltou tirar a lona, rsrsrsrsrs, mas isso fica pro último dia, hehehe!
O dia foi produtivo e todas as atrações foram boas! Acredito que o La Scarpeta foi uma questão de dia e de lugar, sabe: público, hora, lugar, etc... Coisa de momento! Mas o cara é bom e todo mundo riu! Então já é!!!! O dia tá pago!
Juracy

Nenhum comentário: